PROJETOS DE PESQUISA

Projeto: A adaptação das gravadoras frente à reorganização produtiva da indústria da música brasileira.

Descrição: O tema da pesquisa que se apresenta neste projeto são as transformações ocorridas, desde o início deste século, no mercado da música no Brasil, que assim como o mercado global foi impactado pelos avanços da tecnologia da informação. Retomando pesquisa encerrada anteriormente, concentraremos agora a nossa atenção na discussão das estratégias adotadas pelas gravadoras independentes diante desse cenário de profunda transformação. Nesse sentido, interessa-nos estudar como as gravadoras redefiniram suas estratégias competitivas e se é possível identificar algum padrão de comportamento entre essas empresas que foram as principais organizadoras do referido mercado no mundo, assim como no Brasil. Além disso, analisaremos as lógicas de engajamento entre música e público.

Liderança: João Luiz de Figueiredo

Status: em andamento


Projeto: “Isto aqui era uma fábrica”: reconversão de espaços industriais e transformações urbanas na cidade do Rio de Janeiro.

Descrição: O trabalho pretende apresentar reflexões sobre processos de transformações urbanas originadas ou acentuadas a partir da reconversão de antigas instalações industriais em espaços ligados à economia criativa e ao consumo. O fechamento e o deslocamento de indústrias, como parte de um processo de desindustrialização da cidade do Rio de Janeiro, e o consequente abandono de espaços fabris, deixaram como ?herança? diversos prédios e construções que passaram a ser utilizados como espaços de criadores (artistas, designers, arquitetos, etc.), museus, shoppings, e mesmo núcleos residenciais. A partir de pesquisas bibliográfica e documental, o trabalho lança luz sobre: (i) estudos relativos à questão urbana no contexto de desindustrialização das cidades; (ii) a constelação de categorias que estão presentes e estruturam os discursos sobre transformações urbanas, matizando os usos das diferentes categorias, tais como: ?renovação?, ?reestruturação?, ?revitalização?, ?remodelação?, ?reabilitação?, ?refuncionalização?, ?reformatação?, ?ressignificação?, etc.; (iii) aspectos socioculturais do processo de reconversão de antigas fábricas ? e de seus entornos ? localizadas na capital fluminense.

Liderança: Sílvia Borges

Status: em andamento


Projeto: CriativaRio: índice de economia criativa para mesorregiões do Estado Rio de Janeiro.

Liderança: Diogo Robaina

Status: em andamento


Projeto: Cineclubes no Rio de Janeiro em tempos de fruição a la carte e on demand.

Liderança: Rico Cavalcanti

Status:  em andamento


Projeto:  Identificação e exploração de oportunidades internacionais: estudo de caso no setor audiovisual

Liderança: Vitor Pires

Status: em andamento


Projeto: Índice de economia criativa para as cidades brasileiras

Liderança: Diego Santos Vieira de Jesus, Diogo Robaina e João Luiz de Figueiredo

A cooperação entre o Laboratório de Economia Criativa, Desenvolvimento e Território (LEC / ESPM-Rio), o Laboratório de Cidades Criativas (LCC / ESPM-Rio) visa à construção de um Índice Municipal de Economia Criativa, que oferece uma medida do desenvolvimento da economia criativa nas capitais brasileiras e no Distrito Federal na primeira fase do projeto e dos municípios com mais de 50 mil habitantes na segunda fase, a partir de 2020.

Parceria: Laboratório Cidades Criativas

Status: Em andamento

Produtos da pesquisa: Artigo publicado na Creative Industries Journal. Disponível em: https://doi.org/10.1080/17510694.2019.1610344


Projeto: As oportunidades e os limites das atividades culturais e criativas na Praça Tiradentes como indutoras do desenvolvimento territorial

Liderança: João Luiz de Figueiredo e Sílvia Borges

Parceria entre o LEC-Laboratório de Economia Criativa, Desenvolvimento e Território, vinculado ao Mestrado em Gestão da Economia Criativa da ESPM Rio, e o IRPH-Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, órgão da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. A pesquisa investiga o papel das atividades culturais e criativas no processo de reestruturação da Praça Tiradentes, procurando identificar o impacto e o potencial dessas atividades no tecido urbano.
Parceria: IRPH (Instituto Rio Patrimônio da Humanidade)

Status: concluída.

Produtos da pesquisa: Relatório técnico entregue ao IRPH (clique aqui para acessar o relatório)


Projeto:  Novos empreendimentos criativos no Soho Botafogo

Coordenação: Prof. Dra. Veranise Jacubowski Correia Dubeux e Prof. Dra. Sílvia Borges Corrêa (Laboratório de Economia Criativa, Desenvolvimento e Território (LEC) / ESPM-Rio)

A proposta de parceria entre o Grupo de Pesquisa Consumo e Sociabilidades, o Laboratório de Cidades Criativas (LCC)  e o Laboratório Economia Criativa, Desenvolvimento e Território (LEC) tem como objetivo central, a partir de um mapeamento dos empreendimentos criativos, analisar o fenômeno de transformação da região, buscando entender o potencial de desses empreendimentos para o desenvolvimento territorial. O bairro de Botafogo tem passado, nos últimos anos, por diversas transformações no que tange a sua ocupação residencial, empresarial e comercial. Novos empreendimentos ligados aos setores criativos têm se destacado nesse cenário de transformação, particularmente aqueles ligados à gastronomia, à moda e ao audiovisual. Todos esses elementos despontam em várias ruas e trechos de Botafogo; no entanto, a região conhecida popularmente como “Soho Botafogo”, “BotaSoho” ou “Hipsterlândia”, que tem como epicentro a rua Fernandes Guimarães e entorno, tem se destacado e pode ser vista como um cluster criativo.

Parceria: Grupo de Pesquisa Consumo e Sociabilidades, LEC e LCC

Status: em andamento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *